Ultrabooks: Nova categoria de laptops que veio para ficar!

Ultrabooks: conheça a nova categoria de laptops que veio para ficar

Criados para concorrer com produtos da Apple, os ultrabooks são laptops ultrafinos que conquistam cada vez mais fãs pelo mundo afora

 

Até 2013, a indústria mundial de computadores pessoais tinha seus produtos divididos em quatro categorias extremamente bem separadas:

  • Desktops: os populares computadores de mesa, com gabinete separado do monitor, teclado e mouse;
  • All-in-ones: “tudo-em-um”, ou seja, PCs onde a CPU vem embutida no “monitor”;
  • Laptops: mais conhecidos no Brasil como “notebooks”;
  • Netbooks: mini laptops, uma categoria atualmente em extinção devido à concorrência dos tablets.

Porém, como já dizia o saudoso Chacrinha, neste mundo nada se cria, tudo se copia. Ainda em 2008, a Apple lançou o MacBook Air, um laptop incrivelmente fino com gabinete de alumínio e processador Intel.

Nos anos que se seguiram, o produto ganhou popularidade, e isto fez com que os fabricantes de IBM PCs engordassem os olhos para o que poderia ser um novo filão de mercado. Ocorre que — a título de explicação — devemos considerar que existe um verdadeiro abismo a separar os produtos da Apple dos demais fabricantes de computadores.

Primeiramente, a empresa da Maçã prima pela exclusividade: seus produtos, do sistema operacional ao hardware, não são licenciados para nenhuma outra empresa no mundo — diferente, por exemplo, dos PCs, que foram desenvolvidos pela IBM e se tornaram padrão para os demais fabricantes.

Desta forma, para fazer frente ao MacBook Air, a Intel teve que criar uma nova categoria para os IBM PCs: os ultrabooks, laptops com baterias de alta duração, corpo finíssimo construído em metal e altíssimo desempenho.

O conceito dos ultrabooks surgiu em 2011, durante uma conferência técnica em Taiwan. A Intel investiu mais de 300 milhões de dólares para alavancar a nova categoria. Com os maiores fabricantes entrando de sola na ideia, a nova categoria causou furor no mercado.

Para ser um ultrabook certificado pela Intel, um PC precisa ter:

  1. Porém, como já dizia o saudoso Chacrinha, neste mundo nada se cria, tudo se copia. Ainda em 2008, a Apple lançou o MacBook Air, um laptop incrivelmente fino com gabinete de alumínio e processador Intel.

 

  1. Inicialização Rápida pós Hibernação: ao abrir a tampa do ultrabook, o sistema operacional já deve estar praticamente pronto para uso.

 

  1. Processador Intel: atualmente, os ultrabooks contam com processadores Core de terceira geração (os chamados Ivy Bridges).

 

  1. Segurança Embutida: em caso de furto, os usuários podem travar remotamente seus computadores de modo a proteger seus dados pessoais.

 

  1. Portas USB 3.0: para uma maior velocidade na transferência de arquivos.

 

  1. Bateria com duração mínima de 5 horas: em computadores construídos tendo em vista a portabilidade, nem é necessário explicar a razão deste quesito. Existem modelos com autonomia de até oito horas de uso ininterrupto!

1 Comment

  1. I just want to say I am very new to blogging and site-building and seriously savored you’re web blog. Likely I’m want to bookmark your website . You absolutely have incredible stories. Thanks a bunch for sharing your web-site.

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *