Google Glass: estará o mundo preparado para óculos inteligentes ?

Aparelho será lançado no primeiro semestre de 2015 e promete chacoalhar as estruturas da indústria de informática

O Google Glass tem tudo para ser uma revolução no modo de se encarar a computação. Não será uma evolução tecnológica, mas sim conceitual: com ele, será praticamente inaugurada em caráter comercial a Era da Computação Vestível.

O Glass — a ser lançado em algum momento do primeiro semestre de 2015 — será semelhante a um par de óculos e poderá, entre outras funções, tirar fotos, gravar vídeos, navegar pela internet, fazer chamadas… enfim, tudo aquilo que um smartphone moderno faz.

As especificações técnicas do aparelho serão as seguintes:

  • Sistema Operacional Android;
  • Câmera de 5 megapixels;
  • Grava vídeo com qualidade de 720p;
  • Condução de áudio através dos ossos da mandíbula;
  • Tela com resolução de 640×360 pixels;
  • Touchpad;
  • 16 GB de memória total;
  • Bluetooth / WiFi;

Talvez sua maior inovação tecnológica esteja justamente na tela. Montada logo acima do campo de visão do usuário, a mesma foi desenvolvida com uma tecnologia que manterá as imagens sempre em foco: não adianta mexer os olhos, a tela do Glass estará sempre visível.

O aparelho será controlado pela voz: todos os comandos são precedidos pela frase “Ok Glass”, que tira o aparelho do modo stand by.  Depois, a ordem deve ser dita em alto e bom som: para tirar uma foto, por exemplo, o comando é “Ok Glass, take a Picture”.

Computação… Vestível?

Os primeiros computadores eram verdadeiros gigantes, muitas vezes ocupando espaços bem maiores que uma sala. Com o tempo, a miniaturização dos componentes possibilitou uma redução radical no tamanho dos equipamentos.

No início da década de 80, o computador pessoal se popularizou, e este processo continua em andamento. Os computadores “desktop” deram lugar aos laptops, que ano após ano vêm perdendo terreno para os tablets e smartphones, que  nos mantém conectados 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Mas o que virá depois disso? Ainda em 1998, o pesquisador canadense Steve Mann criou conceitualmente a ideia dos “computadores vestíveis”, que resumidamente:

  • Seriam instalados (ou “vestidos”) sobre o corpo do usuário;
  • Estariam sempre acessíveis, ligados o tempo todo;
  • Poderiam ser controlados pelo usuário enquanto o mesmo anda ou se ocupa de outras atividades.

Consegue reconhecer o Glass aí? Pois é: Steve Mann praticamente anteviu a era que será inaugurada com o lançamento dos óculos da gigante de Mountain View.  Muito em breve, as pessoas andarão pelas ruas da cidade conversando com… seus óculos!

Não seja um “Glasshole”

Segundo o Google, os usuários do Glass deverão seguir as mesmas normas de etiqueta que se aplicam aos smartphones — a empresa até mesmo se posicionou publicamente contra os “glassholes” (“usuários babacas do Glass”, em tradução aproximada).

Desta forma, os Glass Explorers — assim são chamados os testadores da nova tecnologia, que são praticamente escolhidos a dedo — receberam as seguintes instruções:

  • Respeite as pessoas ao redor ao não tirar fotos ou filmar sem permissão expressa;
  • Sempre dê explicações sobre o Glass sem se mostrar irritado com isso;
  • Se possível, faça pequenas demonstrações;
  • Desligue o Glass em lugares onde telefones celulares não são permitidos.

A questão das filmagens não permitidas já gerou muita polêmica. De acordo com a imprensa, vários explorers foram expulsos de lugares públicos por estarem com o Glass: em janeiro, por exemplo, um norte-americano chegou a ser interrogado pela polícia por estar usando o aparelho dentro de uma sala de cinema.

As autoridades policiais norte-americanas se disseram apreensivas com o aparelho, que poderia facilmente ser utilizado por pervertidos para a obtenção e divulgação de fotos íntimas.

O Google se defende ao relembrar que o Glass é ativado por comando vocal, e que isso muitas vezes pode bastar para alertar as pessoas de que imagens estão sendo feitas. Além disso (ainda segundo os executivos do Google) existem no mercado câmeras bem melhores e mais discretas que um par de óculos que exige comandos praticamente gritados.

 

 

2 Comments

  1. I simply want to say I am just beginner to blogs and really loved your blog site. More than likely I’m want to bookmark your site . You definitely come with awesome posts. Thanks a bunch for revealing your webpage.

  2. I simply want to tell you that I am just new to weblog and certainly enjoyed you’re website. Most likely I’m going to bookmark your website . You absolutely have fantastic articles and reviews. Appreciate it for sharing your webpage.

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *