iPhone X usa rosto como ‘senha’, perde botão ‘home’ e custa até R$ 7,8 mil no Bra.

Posted by on dez 9, 2017 in Apple, artigo

Novo smartphone começa a ser vendido no Brasil nesta sexta-feira (8).

 

A Apple começa a vender no Brasil o iPhone X nesta sexta-feira (8). Com tecnologia de reconhecimento facial, mas sem botão “home”, o novo smartphone é o que mais evoluiu em relação ao seu antecessor desde que a Apple virou fabricante de celulares. Não à toa, o aparelho foi lançado no ano em que o iPhone completa 10 anos.

Só que o preço também deu um salto. Vendido por R$ 7 mil, o modelo de entrada, de 64 GB, custa 72% mais do que o iPhone 7 plus mais simples, quando foi lançado –os valores foram corrigidos pela inflação

Lançado juntamente com os iPhones 8 e 8 plus, o iPhone X é encarado pela Apple como uma visão do futuro dos smartphones. E no futuro, pelo menos para a empresa, os celulares reconhecem a cara do dono.

Reconhecimento facial

Esse é o primeiro celular da companhia a fazer reconhecimento facial. Para isso, a fabricante mexeu em todo o sistema da câmera de selfie. Acrescentou sensores, como câmera infravermelha, e chamou o conjunto de True Depth Camera, que é capaz de ler 30 mil pontos em um rosto.

Com isso, a senha passa a ser a face do dono –a senha numérica ainda pode ser usada, mas nem dá tempo de digitar; basta olhar, e o celular destrava. Até no escuro, graças à câmera de infravermelho. Outros smartphones, como o Galaxy Note 8, já possuem reconhecimento facial. Mas, no iPhone X, ele desempenha outras funções, como:

  • substituir a senha em aplicativos que precisam de autenticação;
  • melhorar a experiência de apps que já usam reconhecimento facial, como Snapchat;
  • fazer fotos com o fundo desfocado, com o modo “retrato”;
  • reconhecer expressões faciais e transportá-las para os Animojis.

Learn More

Empresa chinesa amplia sistema que monitora drones

Posted by on dez 3, 2017 in artigo, Sistema que monitora drones

Função é atualização de plataforma capaz de rastrear veículos aéreos não tripulados; drone chegou a ‘fechar’ aeroporto de Congonhas (Phantom 4 Pro Obsidiana, drone da DJI. (Foto: Divulgação/DJI) SP).

A fabricante chinesa de drones DJI anunciou nesta sexta-feira (1º) uma atualização de seu sistema que monitora essas aeronaves remotamente controladas. Agora, os pilotos poderão informar voluntariamente detalhes de seus voos.

Lançado em outubro deste ano, o AeroScope é uma plataforma voltada a autoridades de controle. É capaz de rastrear drones da própria DJI e de outras fabricantes.

O AeroScope é composto por antenas, que podem ser instaladas no entorno de aeroportos, ou transportadas em uma maleta. Ele identifica as aeronaves ao captar as ondas de rádio transmitidas do controle do piloto para o drone. O sistema pode localizar objetos distantes até 5 km. Para identificar qual aparelho está voando, a plataforma capta informações como:

  • número de série ou registro;
  • telemetria básica (como localização, altitude, velocidade e direção).

LEIA MAISAnac fixa regras para uso de drones e exige habilitação para equipamentos maiores

A novidade é que agora, os pilotos de drones da DJI poderão optar por informar previamente onde, quando e em que condições irão levantar voo.

Drones já substituem trabalhadores dentro de empresas no Brasil

Com o AeroScope instalado, esses dados são recolhidos automaticamente, independe da vontade do controlador. O intuito da DJI com o AeroScope é fornecer uma ferramenta para a polícia e autoridades de controle identificarem drones que sobrevoem áreas sensíveis, como aeroportos.

No começo de novembro, um drone invadiu o espaço aéreo de Congonhas (SP), em São Paulo, e causou diversos problemas, como:

  • mais de duas horas de instabilidade na operação do terminal;
    • 35 voos foram desviados para Cumbica (Guarulhos), Viracopos (Campinas), Ribeirão Preto e outros estados;
    • impacto financeiro de mais de R$ 1 milhão, segundo a Associação Brasileiras das Empresas Aéreas (Abear).

    Segundo a DJI, o aeroporto de Frankfurt, na Alemanha, e terminais da China já utilizam a tecnologia.

    Privacidade

    O AeroScope reúne as informações transmitidas por drones em receptores locais, que não possui conexão à internet. Segundo a DJI, essa característica do sistema preserva a privacidade dos pilotos de drones e evita que as autoridades tenham que montar uma base de dadas.

Learn More

Quantum Anterior Próximo MUV UP 4G 32GB Asfalto MUV UP 4G 32GB…

Posted by on nov 19, 2017 in artigo, Dicas para escolher o melhor tablete

Quantum MUV UP, ta na hora de um UP na sua vida!

 

Quantum MUV UP, ta na hora de um UP na sua vida!

Se seu smartphone anda te deixando na mão, tá na hora de um UP! Um aparelho com mais memória,Quantum MUV UP PACK mais bateria e tela e câmeras melhores. Algo como o Quantum MUV UP. Com um design refinado, o Quantum MUV UP tem vidro com bordas arredondadas, laterais em metal e traseira texturizada com acabamento “preto asfalto”, que o torna muito elegante.

Mas o Quantum MUV UP é muito mais do que um rostinho bonito. Por dentro há um processador Octa-Core de 64 Bits, acompanhado por 3 GB de memória RAM. Desempenho suficiente para rodar até os jogos mais exigentes, ou todos os seus apps favoritos ao mesmo tempo.

A tela HD de 5.5″ tem a exclusiva tecnologia TruView II, que possibilita imagens muito mais vibrantes e com contraste excepcional. Perfeita para exibir as fotos incríveis que você fará com as duas câmeras de 13 MP, uma na traseira e outra na frontal, ambas acompanhadas de flash. E o sensor de impressões digitais na traseira oferece mais segurança e comodidade no uso do smartphone, permitindo substituir senhas complexas por um simples toque dos dedos.

O Quantum MUV UP é um smartphone Dual-SIM 4G, tem Rádio FM, aceita cartões micro SD de até 128 GB e roda a mais recente versão do sistema operacional da Google, o Android 7.0 “Nougat”.

Quantum MUV UP PACK

Ficha Técnica

Sistema operacional
Android 7.0
CPU
MediaTek MT6753 Octa-Core 1,3GHz
GPU
Mali-T720MP3
Tela
5.5″ HD TruView II, (1280×720 pixels), Acabamento 2.5D
Memória RAM
3GB
Câmera Traseira
Sensor de 13 MP com Flash Dual Tone
Câmera Frontal
Sensor de 13 MP com Flash LED
Armazenamento
32 GB *A memória disponível para o consumidor é menor e varia conforme versão do sistema operacional, aplicativos e/ou outros fatores.
SIM Cards
Dual Micro SIM, ambos os slots suportam conexões 4G (selecionável por software)
Micro SD
Suporta cartões de até 128 GB
Interface USB
Conector Micro USB 2.0
Wireless
Compatível com redes Wi-Fi nos padrões 802.11b/g/n
Bluetooth
4.0, suporta Bluetooth LE
Frequências suportadas
LTE (4G) 1800/2600/700 MHz (Bandas 3, 7 e 28), WCDMA (3G) 850/2100MHz e GSM (2G) 850/900/1800/1900MHz
Rádio FM
Sim
Sistemas de Localização
GPS e A-GPS
Bateria
Lítio-Polímero de 3000 mAh
Tempo de Recarga
2 horas e 30 minutos
Autonomia da Bateria
Navegação na internet via Wi-Fi: até 10h, Navegação na internet via Wi-Fi: até 10h, Chamadas em 3G: até 11h
Cores
Preto Asfalto
Dimensões
153.3 x 76.9 x 8.9 mm
Peso
149 gramas
 
 

Learn More

iPhone 8 e 8 Plus têm corpo inteiro de vidro e melhorias no modo retrato, mas…

Posted by on nov 4, 2017 in Apple, artigo, novidades

iPhone 8 e 8 Plus têm corpo inteiro de vidro e melhorias no modo retrato, mas com atualização sutil; VÍDEO

Aparelhos começam a ser vendidos no Brasil nesta sexta-feira, com preços entre R$ 4 mil e R$ 5,4 mil. G1 mostra cinco novidades nos novos modelos.Se iPhone 7 e iPhone 7 Plus trouxeram em 2016 as mudanças de hardware mais profundas já vistas nos smartphones da Apple, iPhone 8 e iPhone 8 Plus são mais uma atualização sutil dos celulares da empresa. Ambos começam a ser vendidos no Brasil nesta sexta-feira (3).

Preços do iPhone 8 no Brasil:

  • iPhone 8 de 64 GB: R$ 4 mil
  • iPhone 8 de 256 GB: R$ 4,8 mil
  • iPhone 8 Plus de 64 GB: R$ 4,6 mil
  • iPhone 8 Plus de 256 GB: R$ 5,4 mil

Os novos aparelhos não levam no nome o “siPhone 8 e 8 Plus chegam ao Brasil nesta sexta-feira (3). Além da tela maior, 8 Plus tem duas câmeras traseiras e display de maior resolução (Foto: Stephen Lam/Reuters)” dos iPhones que aprimoraram, e não repensaram, os modelos do ano anterior. Mas na 

prática é basicamente isso que acontece, ao menos no uso do dia a dia.

Quem pegar um iPhone 8 ou 8 Plus nas mãos vai notar duas mudanças principais. Por fora, o vidro presente em todo o aparelho. E por dentro, um sensor maior e mais rápido na câmera traseira que garante melhorias aos cliques feitos no modo retrato. Assista no vídeo acima cinco novidades do iPhone 8 e 8 Plus.No mais, o iPhone 8 trabalha com discrição. É o caso do novo processador A11 Bionic e das câmeras, já otimizados e calibrados para aplicativos de realidade aumentada. Ou da recarga de bateria sem fios.Phil Schiller apresenta o iPhone 8 e o iPhone 8 Plus em evento da Apple em setembro (Foto: Stephen Lam/Reuters)

Atualizações relevantes, mas que encontram mais apelo entre quem faz questão de todo ano ter o que há de mais moderno. Se você espera por um iPhone realmente chocante em 2017, esse cara deve ser o iPhone X. Ele vai custar até R$ 7,8 mil e não tem previsão de chegada no Brasil.

Inteiro de vidro

O uso de vidro em todas as partes do iPhone 8 e 8 Plus, inclusive a traseira, dá aos aparelhos um visual ainda mais “premium”. A resistência a quedas, porém, pode se tornar uma questão ainda maior. Mas a Apple promete que o material usado é 50% mais espesso. A confirmar.

O que é fácil de provar sem precisar derrubar os noiPhone 8 Plus (foto) e iPhone 8 agora são feitos inteiros de vidro (Foto: Divulgação)vos iPhones no chão é o revestimento antioleosidade na parte de trás. Mesmo após um dia intenso de uso, o iPhone 8 esconde bem as dezenas de marcas de dedos que vão surgindo no aparelho. Fica apenas a dúvida se vale a pena usar o celular sem capinha em prol da beleza natural.

Toda essa mudança no visual, no entanto, visa principalmente a recarga sem fios da bateria do iPhone 8 e 8 Plus. A peça de vidro permite o uso da tecnologia, ao contrário da de alumínio. Isso acontece por meio de acessórios oficiais, vendidos separadamente, mas que ainda não chegaram ao Brasil, de acordo com a Apple.

Modo retrato com mais opções de iluminação

O iPhone 8 Plus novamente tem vantagens na qualidade de fotografia. A resolução das câmeras traseiras segue sendo de 12 Megapixels, mas um novo sensor habilita mais opções de iluminação no modo retrato, que desfoca o fundo da foto e dá ar profissional aos cliques.

Depois de mapear o rosto do personagem da foto, a câmera do 8 Plus fornece cinco opções de iluminação: luz natural, luz de estúdio, luz de contorno, luz de palco e luz de palco mono. É possível escolher uma ou outra em tempo real ou posteriormente, na edição, e cada uma dá um tom diferente às imagens.

O recurso ainda está em fase de testes “beta” e acontecem inconsistências. Dependendo da luz ambiente, o smartphone confunde o fotografado com o fundo da imagem. Mas no geral os resultados são satisfatórios.

A Apple diz que o recurso é resultado da combinação entre hardware e software do iPhone 8 Plus.

Flash mais natural

O flash do iPhone 8 e 8 Plus tem quatro LEDs e usa o que a Apple chama de sincronização lenta. Isso significa que o aparelho simula o obturador de uma câmera profissional para que o flash não causa aquele efeito de brilho excessivo no rosto do fotografado. O resultado são retratos mais naturais, mesmo em situações de pouca luz.

 

Nos testes do G1, as fotos feitas com o novo flash não estouraram de luz o rosto do personagem e até criaram profundidade entre ele e o fundo da foto.

Tela com tecnologia True Tone

O display dos novos smartphones vêm com a tecnologia True Tone, que nasceu no iPad Pro. Ela usa um sensor para adaptar o tom de branco na tela de acordo com a luz do ambiente. A ideia é oferecer uma experiência de leitura mais agradável, com qualidade de livro impresso.

O recurso é difícil de perceber no vídeo. Mas ao vivo, o ajuste da temperatura da cor branca cansa menos os olhos e ajuda na visualização mesmo em situações adversas.

Realidade aumentada

“Pokémon Go” foi só o começo da realidade aumentada nos smartphones. E o iPhone 8 otimiza e calibra o seu poder de processamento e suas câmeras para trabalhar harmoniosamente com a tecnologia.

O game “The Machines”, por exemplo, cria um campo de batalha em qualquer superfície, com robôs se destruindo em batalhas que rodam a 60 quadros por segundo. Mas outro uso que deve se popularizar bastante é o de decoração. Aplicativos de lojas como Mobly e Tok&Stok permitem simular a presença de um móvel num ambiente para saber se o tamanho é compatível, se as cores combinam, etc.

Learn More

ASUS ZenFone 4 6GB/64GB Preto

Posted by on out 19, 2017 in artigo, AsusZenFone 46GB/64GB Preto

Tela: 5,5″ Full HD
Câmera: DUAL: 12MP + 12MP / 8 MP
Memória: 64 GB / 6 GB
Conectividade: 4G-AG_1_4_1005546_ASUS_ZenFone_4_6GB64GB_Preto
– Câmera Dupla com Wide Angle 120°
– Processador Snapdragon 630 com até 6GB de memória RAM
– Corpo de metal e vidro totalmente flat
– Bateria de 3.300 mAh com carregamento rápido

  O novo smartphone ASUS ZenFone 4 é perfeito para nós, que amamos foto. Ele traz um sistema de câmera dupla, sendo uma delas Wide Angle de 120°, que possibilita capturar muito mais do ambiente, e a outra, uma câmera de 12MP com o poderoso sensor Sony IMX362. O novo ZenFone 4 lhe proporcionará desempenho absoluto, pois está equipado com o processador Snapdragon 630 e até 6GB de memória RAM de última geração. E claro que todo esse poder vem acompanhado de muita elegância e sofisticação, com corpo todo em metal e vidro, totalmente flat. Feito para estar o tempo inteiro com você, graças a super bateria de 3.300 mAh e carregamento rápido.

 

O novo ZenFone 4 ZE554KL possui um sistema duplo de câmeras. Juntas, elas são capazes de fotografar muito mais do ambiente, graças à super lente Wide Angle de 120°, e 5x mais capacidade de captar luz¹, graças ao sensor Sony IMX362 de pixels de 1,4µm e abertura de ƒ/1.8, para fotografar com qualidade, mesmo em condições de pouca luz. Além disso, a estabilização óptica e eletrônica, garantem que fotos e vídeos não fiquem tremidos e borradas.

 

“Fotógrafos eternizam momentos em clicks” (Jessica Ferreira), por isso você não pode perder nenhum momento, pois ele nunca mais acontecerá da mesma forma. Para isso, a ASUS pensou em um sistema  de foco rápido e preciso. A técnica de Detecção de Fase Avançada Dual-Pixel, usada em câmeras DSLR, onde cada pixel tem um outro adjacente para detecção de fase, capaz de focar automaticamente em 0,03 segundos.

 

Já o desempenho do novo ZenFone 4 está garantido com o processador Qualcomm® Snapdragon™ 630 Octa-Core, 11% mais desempenho, menor consumo de energia². Além disso, ele possui um processador de imagem integrado dedicado às imagens capturadas pelas câmeras do novo ZenFone 4.

 

Se você gosta de jogos para smartphones, fique tranquilo, pois o novo ZenFone 4 tem 30% mais desempenho², com o processador gráfico Adreno™ 508, e até 6GB de memória RAM LPDDR4, que é 42% mais rápida que a antiga LPDDR3³, para não ter demoras quando alternar entre um aplicativo e outro.

Todo esse poder está dentro de um smartphone elegante e sofisticado, com o corpo todo em metal, envolvido em vidro Corning Gorilla Glass 2.5D, com bordas curvas para proteger as extremidades da tela. Sem falar que o aparelho é incrivelmente fino e leve, e tela Full HD que ocupa quase toda a parte frontal, praticamente sem bordas.

 

O melhor de tudo, ele vai ser um parceiro para o dia todo, pois tem bateria de 3.300 mAh, suficiente para trabalhar e fotografar por muito tempo4. Mas se mesmo assim você precisar dar uma carga na bateria, o sistema de recarga rápida, trará seu parceiro de volta a vida rapidamente.

 

ZenFone 4, porque nós amamos foto.

Obs:

¹ Comparado com um smartphone com câmera de 16MP, ƒ/1.7 e pixels de 1,12µm.

² Comparado com o processador Qualcomm® Snapdragon™ 625.

³ Comparando a velocidade nominal de LPDDR4 1333MHz e LPDDR3 933MHz.

4 A duração de bateria pode variar de acordo com o modo de uso e ambiente onde está.

Câmera Dupla

O ZenFone 4 possui um sistema avançado de câmera dupla que expande suas opções criativas para levar suas fotos a outro pAsus Zenfone 4atamar. Sua câmera principal de 12MP está equipada com o sensor de imagem Sony IMX362 e uma lente de abertura ƒ/1.8 para capturar fotos até 5x mais claras, mesmo em situações com pouca luz. Sua câmera grande angular de 120° permite que você enquadre mais pessoas e paisagens em suas fotos.

Câmera principal12MP

Câmera secundária120°Grande angula

 

 

Learn More

Games indie já faturaram US$ 500 milhões no Xbox One, diz Microsoft

Posted by on out 16, 2017 in Informação, Jogos

Esteban Lora, gerente do programa ID@Xbox, está no país para a Brasil Game Show 2017. Ele diz 

Os games indie, desenvolvidos por estúdios sem laços com as grandes produtoras de jogos, já faturaram US$ 500 milhões no Xbox One. É o que diz Este

Game Show 2017. A feira de games em São Paulo vai até domingo (15).

“O programa foi bem-sucedido em várias frentes. Hoje temos mais de 600 games lançados. Então certamente há muito potencial e oportunidade para estúdios que querem ter seus jogos na nossa plataforma”, diz Lora.

Fazendo uma conta básica, isso significa que, na média, cada jogo indie lançado para o Xbox One teve receita aproximada de US$ 830 mil.

Uma forcinha pra quem tá começando

O ID@Xbox é o programa oficial da Microsoft para games indie. Por meio dele, os desenvolvedores têm acesso a todos os recursos do console, como os serviços de rede da Xbox Live, conquistas e a ferramenta de streaming Mixer. É por lá também que os criadores lançam e disponibilizam seus jogos nas lojas online.

Lora esteve no Brasil nas últimas três edições da BGS justamente fazendo a ponte entre a empresa e os estúdios nacionais. Games brasileiros como “Gryphon Knight Epic”, “My Night Job”, “Chroma Squad”, entre outros, chegaram ao Xbox One via ID@Xbox nos últimos anos. E agora foi a vez de “Shiny”, lançado no país e em outros mercados na quarta-feira (11).

“A presença na comunidade brasileira indie é fantástica. Eu lembro de 3 anos atrás, quando começamos, e era só um punhado de estúdios. Agora temos dezenas de times construindo projetos muito legais. Para mim é muito satisfatório porque eu vi tudo crescer”.

“Quando se expande para regiões internacionais, como a América Latina e o Brasil, você começa a ver muita diversidade em games. E isso é bom para os jogadores e fãs porque você traz muitas opções. E também é bom para a indústria. Conforme os jogos evoluem, mais gêneros e categorias surgem com novos elementos divertidos”.

 

Learn More